image

Fonoaudiologia

  • image
  • image
  • A atuação fonoaudiológica visa dois aspectos: alimentação e linguagem.

    Quanto à alimentação, a atuação está diretamente relacionada com a dinâmica da deglutição, sendo imprescindível a definição de consistências, manobras e utensílios adequados e avaliação clínica cautelosa.

    A atuação fonoaudiológica visa garantir a nutrição e hidratação seguras, a fim de promover quadro clínico estável, prevenindo intercorrências pulmonares. Caso necessite são realizados encaminhamentos a outros profissionais, visando o trabalho interdisciplinar, quando houver necessidade.

    Nos atendimentos ambulatoriais e hospital-dia são dadas orientações aos familiares, quando o trabalho é realizado em terapia e no hospital os auxiliares de enfermagem são orientados ao posicionamento adequado e manuseio/manobras para oferta da dieta.

    Linguagem: tem se como objetivo a estimulação e desenvolvimento da linguagem verbal e/ou não verbal, utilizando diferentes estratégias terapêuticas como: atividades lúdicas, desenvolvimento do vocabulário, memória, concentração, atenção, organização sequencial, discursiva, função sensoriais e perceptuais. Essa abordagem tem como principal objetivo promover a integração dos aspectos sociais, afetivos e cognitivos de cada indivíduo, contribuindo para o desenvolvimento do uso da linguagem/comunicação.

    A linguagem não-verbal utiliza símbolos (prancha de comunicação alternativa e/ou suplementar) e recursos não linguísticos como o sorriso, gestos, mímica fácil, olhar, vocalizações e posturas corporais para interagir com o outro.

    Quanto à oralidade, a fonoaudióloga avalia mobilidade e tonicidade de órgãos fonoarticulatórios, coordenação pneumofonoarticulatória, para assim direcionar o trabalho articulatório quanto ao atendimento.